APOIO

Prazo para pedir avaliação socioeconômica foi ampliado e encerra-se em 24 de setembro. Etapa é necessária para ter acesso a auxílios

Edital para auxílio alimentação já está disponível. Solicite a avaliação socioeconômica o quanto antes, apresente a documentação completa especificada em edital e fique atento às mensagens enviadas pelas assistentes sociais. Estas são as dicas da DDS para quem busca a assistência estudantil. Foto: Anastácia Vaz/Secom UnB

 

Estudantes de baixa renda podem participar dos programas da assistência estudantil, que disponibilizam auxílios como alimentação, moradia e transporte. O primeiro passo para acessar os benefícios é passar pela avaliação socioeconômica. O edital referente a esta etapa é lançado no início de cada semestre letivo. Para concorrer às bolsas, o aluno deve preencher o cadastro único no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa) e solicitar a avaliação socioeconômica, conforme descrito em edital. Após entrevista e aprovação nesta fase, o aluno pode solicitar os demais auxílios. Uma vez concedidos, o estudante irá recebê-los até a conclusão do curso. A realização de uma nova avaliação socioeconômica somente será necessária se houver mudança de curso ou habilitação, com alteração do número de matrícula.

 

>> Confira o edital de avaliação socioeconômica

 

O coordenador do Núcleo de Acolhimento Social e Psicológico da Assistência Estudantil da Diretoria de Desenvolvimento Social (DDS/DAC), Eduardo Lemgruber, conta que o processo de avaliação socioeconômica foi alterado neste semestre com o objetivo de contemplar todos os estudantes inscritos. “Estávamos trabalhando com um sistema de ranqueamento até o semestre passado e somente os estudantes que pontuavam dentro do número de vagas eram avaliados”, conta. Com o aumento da procura pelos programas da assistência estudantil, a DDS decidiu aumentar o prazo de entrega da documentação e o tempo necessário para os assistentes sociais avaliarem os processos. “A demanda aumentou, mas o tamanho da equipe que faz esse atendimento continua o mesmo”, explica.

 

Oeditalreferente ao auxílio-alimentação já está disponível e o benefício pode ser solicitado também pelo Sigaa. O acesso ao Restaurante Universitário (RU) é liberado assim que o estudante é aprovado na avaliação socioeconômica. No semestre seguinte, serão lançados editais de auxílio socioeconômico, moradia, transporte e creche. Segundo a DDS, a concessão dos demais auxílios deve ocorrer mais rapidamente, pois o processo de avaliação socioeconômica dos estudantes que participarem dos próximos editais terá sido concluído previamente.

 

“O processo de avaliação costuma demorar um pouco mais porque, muitas vezes, falta algum comprovante de renda ou o aluno demora a comparecer à entrevista realizada pelos assistentes sociais”, diz Eduardo. Por isso, é recomendado aos alunos que acabaram de ingressar na Universidade e precisam dos auxílios para concluírem seus estudos que façam assim que possível o cadastro único e a solicitação de avaliação socioeconômica. Os estudantes devem ler o edital com atenção e apresentar a documentação solicitada. Se tiver dúvidas, basta entrar em contato com a DDS. A análise dos documentos comprobatórios acontece por ordem de inscrição. “Quanto antes apresentá-los, melhor”, recomenda Eduardo.

 

TRANSIÇÃO – Os estudantes que tiveram a avaliação deferida no segundo semestre letivo de 2021 e já foram contemplados não precisam fazer nova solicitação até o segundo semestre de 2022. Aqueles que fizeram a inscrição no mesmo período e possuem processo em análise devem aguardar o resultado da avaliação socioeconômica que será divulgado até o segundo semestre de 2022, não precisando fazer a solicitação novamente durante esse período.

 

Para obter o auxílio-alimentação, o estudante também precisa fazer a sua inscrição no Sigaa. Os estudantes que ainda não participam do programa devem se inscrever no edital 19/2022 e no edital avaliação socioeconômica. Aqueles que acessavam o RU antes da pandemia e ainda não solicitaram o auxílio-alimentação no Sigaa devem fazer a solicitação conforme o referido edital.

 

Estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica a partir do 2º/2017 continuam com acesso ao RU liberado. Estudantes que acessavam o RU antes da pandemia cujo auxílio foi deferido no Sigaa também seguem com acesso liberado.

 

Leia também:

>> Catracas da Biblioteca Central estão funcionando por leitor de QRCode

>> Universidade celebra o mês do orgulho LGBTQIA+

>> UnB coloca quatro apartamentos à venda em Brasília

>> Extensão será obrigatória no currículo da graduação em 2023

>> Faculdade UnB Planaltina recebe melhoria em infraestrutura

>> Panoramas da covid-19 são destaques da programação da 74ª Reunião Anual da SBPC

>> Reunião Anual da SBPC traz cinco exposições sobre ciência para a UnB

>> UnB volta a divulgar resultados do PAS presencialmente

>> Matemático de Cambridge receberá título de Professor Honoris Causa

>> Publicado edital para dupla diplomação e mudança de curso

>> Protocolos auxiliam na notificação de casos de covid-19

>> Guias ajudam a garantir a segurança da comunidade no retorno presencial

>> UnB cria fundo para doações de combate à covid-19

 

 

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.