CONTRA A COVID-19

Márcia Abrahão reforça compromisso com a saúde da comunidade acadêmica por meio da exigência do comprovante de vacinação na Universidade

 

Caros(as) docentes, técnicos(as) e estudantes,

 

Espero que esta mensagem encontre-os bem e com saúde. Espero também que tenham tido um final de ano e início de 2022 saudável e em paz.

 

No dia 17 de janeiro, demos início a mais um semestre letivo na Universidade de Brasília. Infelizmente, por causa da pandemia, continuamos trabalhando e estudando principalmente a distância, mas com grande esperança de que o fim deste período triste esteja perto. Os relatos são de um transcorrer tranquilo do semestre até aqui, com alguma presencialidade, sempre em modo seguro e gradual.

 

No último dia 27, o Conselho de Administração (CAD) aprovou, com apenas duas abstenções e sem votos contrários, a cobrança do comprovante de vacinação completa para entrada em todas as edificações acadêmicas e administrativas da UnB. Neste dia 11 de fevereiro, damos início a essa verificação. Todas as decisões têm sido amplamente discutidas. São tomadas com todo o cuidado, planejamento e muita responsabilidade.

 

A ampliação da exigência do comprovante de vacinação mostra a responsabilidade social da UnB. O professor Enrique Huelva e eu temos dito desde o início da pandemia: não vamos economizar esforços para salvar vidas. A decisão do CAD tem respaldo jurídico e se justifica dentro dos contornos da autonomia universitária.

 

Além disso, este passo é coerente com o momento que estamos vivendo e com os princípios democráticos da UnB, uma instituição educadora que reafirma a importância da ciência. Sim, é nosso intuito aumentar o alcance da vacinação completa entre os membros da nossa comunidade e, com isso, impactar positivamente nas famílias de mais de 50 mil pessoas. Por tabela, atingir parcela significativa da população do DF.

 

As vacinas resultam do trabalho árduo de cientistas do mundo todo, foram testadas e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelos melhores órgãos de saúde do mundo. São, portanto, comprovadamente seguras e eficazes. Os dados de vacinação contra a covid-19 no Brasil mostram, felizmente, que os brasileiros querem e estão se vacinando.

 

Universidade é lugar de circulação de saberes, de debate, de confronto de ideias, mas sempre com fundamento no método científico. As universidades – a UnB entre elas – têm-se mostrado fundamentais no combate à pandemia, tanto por meio das pesquisas como em ações de solidariedade. Todas as vacinas desenvolvidas no mundo tiveram origem em pesquisas que começaram nas universidades.

 

Para que possamos dar continuidade ao retorno das atividades presenciais, os modos de cobrança do comprovante vacinal foram detalhados em circularpublicada no dia 3 de fevereiro e distribuída a todas as unidades. A Prefeitura já organizou o trabalho de porteiros e vigilantes, além de ter estabelecido os locais de acesso aos nossos espaços, como o ICC e a Reitoria, por exemplo.

 

Todas as informações necessárias para o bom andamento das atividades na Universidade estão à disposição na nossa páginana internet, nos nossos perfisoficiais das redes sociais e em boletins que enviamos por e-mail ou diretamente a celulares. Faço um pedido especial para que, antes de se deslocar para os campi ou para outras unidades da UnB, verifiquem os documentos comprobatórios e as melhores formas de chegar ao seu destino.

 

Por fim, quero comemorar com todos vocês a notícia de que subimosposições em mais um ranking internacional, o Webometrics. Oitava colocada entre as universidades brasileiras e sexta entre as federais avaliadas, a UnB tem cada vez mais orgulho de ser UnB, atuante como sempre, necessária como nunca. Em abril, completaremos 60 anos de muitas histórias. E essa festa do conhecimento amplo e do reconhecimento da verdade da ciência é parte da vida de todos nós.

 

Fiquem bem.

 

Um grande abraço,

 

Márcia Abrahão
Reitora

Palavras-chave