ORIENTAÇÕES

Retorno às atividades de ensino será uma experiência para a comunidade acadêmica e a UnB está disposta a se adaptar

 

Retomada das aulas em formato remoto começa com período de ambientação que se estende por três semanas. Foto: Álvaro Henrique SEE/DF

 

O retorno remoto às aulas da UnB, em 17 de agosto, trará uma nova realidade para a comunidade universitária. Fruto de planejamento intenso, o novo calendário acadêmico foi pensado para que seja possível acolher as necessidades dos estudantes e professores, conforme o cenário for se delineando. A retomada respeita as diretrizes estabelecidas no plano elaborado pelo Comitê de Coordenação de Acompanhamento das Ações de Recuperação (Ccar) e está regulamentada pela Resolução nº 59/2020 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe).

 

>> Cepe aprova resolução para retomada de atividades não presenciais

 

Ferramentas de ensino e conexão remotas estão entre as possibilidades a serem utilizadas para as aulas, que serão realizadas de modo não presencial. Pensando que cada curso e cada turma apresentam uma realidade diferente, a Universidade decidiu, de forma conjunta, que, além do Office 365eAprender, plataformas adotadas oficialmente pela instituição, os docentes poderão adotar ferramentas tecnológicas gratuitas.

 

Nesse momento, a comunicação entre unidades acadêmicas, docentes e estudantes é essencial. De 17 de agosto a 4 de setembro – três primeiras semanas após a retomada do semestre letivo – será feito um período de ambientação. O objetivo é que haja a oportunidade de familiarização de estudantes e docentes com as tecnologias que mediarão os encontros.

 

Isabella Carvalho, estudante do sexto semestre de Letras – Português do Brasil como Segunda Língua, conta que ainda não sabe o que esperar do início das aulas, apesar de estar participando das ações promovidas pela coordenação de seu curso para auxiliar em questões relacionadas ao retorno remoto. "Tivemos uma reunião na última semana e ela aconteceu com tranquilidade", conta Isabella, que decidiu se manter nas disciplinas em que estava matriculada. A discente acredita que a coordenação tem se esforçado para manter contato com os estudantes e esclarecer dúvidas. "Sinto que há abertura para diálogo e mudanças", relata.

 

O estudante do sexto semestre de Arquitetura e Urbanismo Victor Costa ainda não fez o ajuste de matrícula e também não tem expectativas sobre como será a retomada. "Vou aproveitar para adiantar algumas matérias das quais não faço questão do [ensino] presencial", explica.

 

"Acho que a retomada será de muita aprendizagem e pode dar certo com o empenho de estudantes e professores", opina a professora do Departamento de Matemática Luciana Ávila. Ela conta que continuou em contato com discentes durante o período em que o calendário acadêmico esteve suspenso e tem desenvolvido atividades para contribuir na integração dos alunos, como a recepção de calouros do curso. 

 

A docente tem buscado se capacitar nas novas ferramentas de ensino, participando de formações oferecidas sobre os ambientes virtuais. "Antes do retorno às aulas, ainda planejo conversar com os alunos de todas as disciplinas que irei ministrar este semestre", acrescenta. Luciana afirma que está aprendendo bastante com o novo modelo e espera resultados positivos.

Moodle será uma das ferramentas institucionais utilizadas na retomada. É essencial que o cadastro do estudante e do professor esteja atualizado. Imagem: reprodução/aprender3.unb.br

 

Confira abaixo algumas perguntas e respostas sobre o processo de retomada das atividades acadêmicas em modo remoto:

 

Quando começa e quando se encerra o semestre letivo?

O semestre letivo começa em 17 de agosto e se encerra em 18 de dezembro. O período de ambientação está previsto até 4 de setembro, e fica a critério de cada docente estabelecer a metodologia de ensino.

 

Como será a ambientação?

A ambientação se dará a critério do professor, que é facultado a fazê-la. Espera-se, nesse período, que o docente estabeleça como serão as atividades, que podem ser síncronas (como uma aula ao vivo) ou assíncronas (uma tarefa com prazo de entrega, por exemplo). Não há diretriz específica para a ambientação. No entanto, são indicadas discussões de estratégias metodológicas com os estudantes, estabelecimento de plataformas e recursos utilizados, apresentação do plano de ensino, esclarecimento sobre atividades e prazos de entrega.

Página inicial do SIGAA tem espaço para comunicação entre o estudante e seu curso. Fique atento! Imagem: reprodução/SIGAA

 

Como serão as entregas de atividades?

As atividades podem ser entregues pelo meio que for acordado entre professor e estudantes, e o docente tem total liberdade para propor a forma. É preciso lembrar, no entanto, que as plataformas utilizadas devem ser gratuitas e de fácil acesso.

 

E se eu não puder comparecer a uma atividade?

A Universidade contará, durante a retomada, com dois tipos de atividade: síncronas e assíncronas. As atividades síncronas têm um momento preestabelecido para serem feitas. Já as atividades assíncronas têm prazo para entrega. Assim, o estudante pode desenvolvê-las quando for melhor para ele. Quando o estudante não puder participar de atividade síncrona, é garantida a ele a participação em uma atividade assíncrona como forma de compensação.

 

Quando terei acesso ao plano de ensino da disciplina?

O ideal é que ele seja apresentado pelo professor no primeiro encontro com os estudantes, mas fica a critério do docente a escolha do momento mais adequado.

 

Como será feita a avaliação da frequência?

Cada plano de ensino deve apresentar o mecanismo que será adotado na disciplina. Vale lembrar, no entanto, que, em respeito às peculiaridades do momento, o aluno que não puder comparecer a uma atividade realizada em um momento predeterminado, como uma videoconferência, por exemplo, tem o direito de realizar uma atividade assíncrona para compensar a ausência.

 

Quais ferramentas serão utilizadas? As aulas serão gravadas ou ao vivo?

Não há uma orientação específica. Cada docente será livre para definir a metodologia que considerar mais adequada. A Universidade recomenda o uso das plataformas institucionais Office 365 – cujo acesso é feito pelo e-mail institucional e é gratuita para estudantes, professores e técnicos da UnB – e Aprender, mas faculta o uso de outras ferramentas tecnológicas gratuitas.

 

Até quando posso trancar disciplinas? E retirá-las?

Não haverá trancamento de disciplinas, uma vez que, excepcionalmente, a retirada poderá ser feita até o último dia do semestre letivo. Essa medida foi pensada para que os estudantes não sejam prejudicados. Diferentemente do trancamento, a retirada não afeta os índices acadêmicos dos estudantes, nem aparece registrada no histórico escolar. 

O 1º/2020 não será contado no limite de permanência do estudante na Universidade. O estudante consegue conferir sua permanência máxima ao consultar o histórico escolar disponível no SIGAA. Imagem: reprodução/SIGAA

 

Este semestre letivo conta para o limite de tempo de permanência no curso?

Não, este semestre não será contado. Para saber a permanência máxima no seu curso, basta adicionar um semestre ao limite que aparece no histórico emitido no SIGAA.

 

Uma estudante que entrou para o bacharelado em Ciências Sociais em 2015/1, por exemplo, teria como permanência máxima na Universidade 2021/2. Com a retomada em modo remoto, esse prazo foi estendido em um semestre, e o novo limite passa a ser 2022/1.

 

Estou em condição, o que faço?

A condição foi apagada neste semestre letivo. Quem está em condição passa a tê-la suspensa neste período, e quem entraria em condição não irá entrar no semestre que está sendo retomado. Estamos vivendo uma situação excepcional, e isso foi pensado para proteger o estudante.

 

Quais são os limites mínimos e máximos de crédito neste semestre?

Os limites mínimos de crédito para cada curso não estão em vigor no primeiro semestre letivo de 2020. Os limites máximos, no entanto, estão mantidos. Caso o estudante opte por não cursar disciplina, recomenda-se pedir o Trancamento Geral de Matrícula (TGM) por meio de peticionamento. O Trancamento Geral não traz prejuízos para o Índice de Rendimento Acadêmico (IRA). Não é preciso justificar o pedido, ele será concedido automaticamente.

 

Quero ser aluno especial, como faço?

Para a graduação, a Resolução 59/2020 do Cepe, que regula a retomada não presencial, vedou o acesso de novos alunos especiais. Apenas quem já havia feito o pedido no início do ano e pagou a inscrição pode escolher cursar agora a disciplina escolhida, de modo não presencial, ou esperar a volta às atividades presenciais para cursá-la nessa modalidade.

 

Para a pós-graduação, ainda é possível se inscrever. Recomenda-se buscar informações junto ao programa de pós-graduação responsável pela disciplina desejada.

 

Preciso apresentar meu Trabalho de Conclusão de Curso. Como faço?

As defesas serão feitas de forma virtual, conforme consta no artigo 11 da Resolução 59/2020 do Cepe, que regulamenta a retomada das atividades de modo não presencial.

 

Como farei para ter acesso à biblioteca?

A Biblioteca Central (BCE), assim como as demais unidades setoriais, não irá retomar o atendimento presencial em atenção à situação de emergência de saúde provocada pela pandemia da covid-19.

 

No entanto, a comunidade continua a ter acesso às 14 mil obras de referência básica em formato digital disponíveis pela páginada BCE. Não haverá cobrança de multa por atraso enquanto durarem as medidas de isolamento social.

 

Todos os serviços remotos já oferecidos anteriormente pela BCE continuarão, como chats on-line, lista de transmissão pelo WhatsApp, e-mails, repositório institucional e bibliotecas digitais, bases de dados, ISBN, ficha catalográfica, entre outros.

 

Atividades como o Clube de Leitura e o Cineclube estão acontecendo desde março, de forma virtual, com transmissão ao vivo no canal da BCE no YouTube.

 

MAIS – Outras informações sobre a fase de recuperação da pandemia na UnB e a retomada do calendário acadêmico estão disponíveis no portal da UnB, na seção #FAQ do menu Institucional. Dúvidas sobre a adoção do Sistema Integrado de Gestão das Atividades Acadêmicas (SIGAA) também podem ser sanadas clicando aqui

 

*Matéria atualizada em 14/08 para alteração de informações sobre o funcionamento da BCE

 

Leia também:

>> UnB amplia inclusão digital para estudantes durante pandemia

>> Cead oferece apoio à realização de bancas de pós-graduação on-line

>> Descubra os ambientes disponíveis no Moodle para públicos diversos

>> Docentes podem aproveitar lives do Cead para auxiliar no ensino remoto

>> Entenda como ficam os processos seletivos para ingresso na UnB com a retomada do calendário acadêmico

>> Conheça o cronograma de ajuste na oferta de disciplinas

>> Pesquisa traça perfil socioeconômico inédito da comunidade universitária

>> Universidade aprova retomada do calendário acadêmico, de maneira remota, para 17 de agosto

>> Copei divulga orientações para trabalho em laboratórios da UnB durante a pandemia da covid-19

>> Coes publica cartilha com orientações em caso de contágio pelo novo coronavírus

>> Engajamento em app de saúde pode conceder quatro créditos a estudantes da graduação

>> UnB oferece assistência a pais da comunidade universitária durante isolamento social

>> UnB mantém, em modo remoto, atividades administrativas, pesquisas e iniciativas de extensão  

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.

Palavras-chave