MEMÓRIA

Cerimônia contou com a presença de diversos amigos, docentes, alunos e técnicos que conheceram o homenageado

Comitiva composta pelos filhos de Mário Diniz e a sua esposa Cristina Costa Leite (centro) recebeu o título em nome do homenageado. Foto: Anastácia Vaz/Secom UnB

 

A Universidade de Brasília, em uma cerimônia marcada por emoções e homenagens, concedeu o título post mortem de Professor Emérito ao geógrafo Mário Diniz de Araújo Neto, falecidoem 2018. Mário teve uma longa carreira docente na UnB, servindo por 44 anos ao Departamento de Geografia (GEA). Esposa do homenageado, a professora da Faculdade de Educação (FE) Cristina Costa Leite recebeu a honraria, acompanhada pela comitiva composta pelos cinco filhos do professor.

 

“O Mário sempre se manteve fiel aos seus fundamentos filosóficos, éticos e morais em prol de uma essência científica, passando a despeito das temperanças de ordem política”, afirmou Cristina Leite, mestra em Geografia e doutora em Educação. “Antes de me tornar esposa, eu fui amiga do Mário durante muitos anos”, relatou a professora, que foi aluna de Mário na disciplina de Geografia Biológica.

Ercília Torres Steinke relembrou feitos de Mário Diniz e se emocionou com a homenagem ao docente. Foto: Anastácia Vaz/Secom UnB

 

Cristina Leite destacou a justeza do homenageado, que “sempre buscava o consenso”: “Tenho muito orgulho de ter testemunhado e ter partilhado uma vida com ele, na qual eu me deparei com situações em que ele, acima de tudo, se pautou nas decisões por critérios de justiça e integridade”.

 

A oradora da cerimônia, professora e coordenadora do curso de mestrado profissional em Ensino de Geografia em Rede Nacional (Profgeo), Ercília Torres Steinke, relembrou que Mário se dedicava e se preocupava com a formação universitária, de modo especial, na graduação. “O professor Mário sempre esteve disposto para estudos, projetos e atividades em equipe, sempre exercendo a liderança que lhe era peculiar”, compartilhou Ercília.

 

Ao final do seu discurso, a oradora emocionou-se ao destacar o empenho de Mário Diniz à Universidade de Brasília: “Em vista de sua trajetória, aqui muito resumida, fica evidenciada a carreira de um professor universitário que dedicou toda a sua vida profissional ao serviço público, em uma Universidade que é referência nacional e internacional.”

 

O professor Fernando Luiz Sobrinho, coordenador do Departamento de Geografia do Instituto de Ciências Humanas (ICH), relembrou de momentos compartilhados entre eles no GEA e a firmeza do homenageado em suas posições: “Sobre essa firmeza do professor Mário, mesmo que algumas vezes eu não concordasse, eu tinha que entender a experiência do professor.” O coordenador do departamento reiterou que Mário Diniz sempre mantinha a cordialidade e o respeito com as pessoas com quem falava. “Tanto é que a gente chamava o professor Mário de um lorde inglês”, brincou Fernando Luiz.

Da esquerda para a direita: Fernando Luiz Sobrinho, coordenador do GEA; a reitora Márcia Abrahão, a diretora do ICH, professora Neuma Brilhante; e a professora da FE Cristina Leite, esposa de Mário Diniz. Foto: Anastácia Vaz/Secom UnB

 

“É um sentimento dúbio. É um dia de festa, de homenagem e contribuição, mas é um momento também de muita tristeza por não contar com a presença do professor Mário aqui”, declarou a diretora do ICH, Neuma Brilhante, que sucedeu Mário Diniz no cargo. Neuma ainda fez um apelo para que mais professores sejam homenageados em vida. “Às vezes, no correr do dia a dia, nos falta parar um momento e providenciar homenagens aos nossos colegas que tanto contribuíram para a nossa Universidade”, disse.

 

TRAJETÓRIA – Mário Diniz ingressou na UnB em agosto de 1974, formado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), então Universidade do Brasil. Publicou 16 artigos em periódicos, quatro capítulos de livros, e seis livros em coautoria com colegas da área, além de dez trabalhos completos publicados em anais de congressos. Tornou-se mestre em Ecologia pela Universidade de Brasília e, em 1986, completou o doutorado em Geografia pela Universidade de Edimburgo, na Escócia.

 

Foi consultor da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) no Brasil, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Ministério do Meio Ambiente (MMA). Mário ocupou a cadeira de chefe do GEA por quatro mandatos e de diretor do ICH por três, até o seu afastamento por motivos de saúde.

 

HOMENAGEM – O título de Professor Emérito é concedido pela Universidade de Brasília ao docente, aposentado na UnB, que tenha alcançado posição eminente em atividades universitárias. A aprovação da outorga para o professor Mário Diniz ocorreu na 461ª Reunião do Conselho Universitário (Consuni), realizada em 23 de agosto de 2019.

 

*estagiário em Jornalismo na Secom/UnB.

 

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.