#8MUnB2022

Apresentada em evento nesta quarta (16), obra reúne dados, reflexões e propostas para combater a problemática

Professora Fabiene Gama, da UFRGS, em conversa com a docente da UnB Tânia Mara de Almeida: “Apesar da alta escolaridade de seus membros, o desconhecimento sobre o que são violências de gênero e como combatê-las é enorme em instituições de ensino superior”. Imagem: Reprodução/UnBTV

 

As pesquisadoras Valeska Zanello, Tânia Mara de Almeida, Ana Paula Antunes e Tatiane Duarte, do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher (Nepem), vinculado ao Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (Ceam) da UnB, apresentaram, em encontro virtual nesta quarta-feira (16), o livro Panoramas da violência contra mulheres nas universidades brasileiras e latino-americanas, publicado este ano pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Transmitido pelo canal da UnBTV no YouTube, o evento faz parte da programaçãodo #8MUnB2022,promovida pela Universidade em comemoração ao mês da mulher.

 

>> Baixe aqui o livro

 

Dedicado à memória da professora emérita Lourdes Bandeira, uma das referências em estudos sobre gênero falecidaem setembro de 2021, o livro reúne 18 artigos – incluindo um assinado pela docente como coautora – com estudos de casos e resultados de pesquisas sobre assédio sexual em universidades no Brasil e em outros países, como Colômbia, Chile e Uruguai. “Esse tema perpassa diferentes sociedades, até aquelas com alto índice de desenvolvimento humano, baixa violência urbana e direitos individuais consolidados”, apontou Tânia.

 

“A reprodução do machismo e do sexismo está presente na universidade. Esse é um tema que a gente precisa enfrentar”, disse Valeska, que é professora do Instituto de Psicologia da UnB e contribuiu com capítulo que aborda o assédio sexual de professores contra alunas.

Em seu artigo, a professora Valeska Zanello desvela os aspectos subjetivos e emocionais de quem sofre e comete o assédio. Imagem: Reprodução/UnBTV

 

A professora de antropologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Fabiene Gama destacou que, ao comparar casos ocorridos em diferentes instituições, o artigo Violências contra mulheres em universidades brasileiras: escrachos, denúncias e mediações busca apontar o papel da universidade no combate a essas violências.

 

“Não há uma saída simples para o problema que deve ser enfrentado em diversas esferas”, disse. Construção de espaços de diálogo, articulação com outras instituições, acolhimento das vítimas e protocolos que as protejam estão entre as ações propostas para combater a violência de gênero nas universidades e assim evitar o adoecimento e a evasão de estudantes, professoras e servidoras.

 

A pesquisadora Ana Paula Antunes relembrou o feminicídio da estudante Louise Ribeiro em 2016, que deu origem a uma pesquisa, no ano seguinte, coordenada pela professora Lourdes Bandeira, com o objetivo de compreender de modo mais amplo o fenômeno e subsidiar políticas públicas.

 

“Louise foi assassinada dentro de um laboratório da universidade por um colega com quem teve um breve relacionamento afetivo, mostrando o efeito de uma masculinidade problemática que não aceita uma rejeição”, aponta. Os dados da pesquisa estão em capítulo da coletânea.

 

PARTICIPE – Organizada pela Coordenação das Mulheres da Diretoria da Diversidade (Codim/DIV/DAC), a programação do #8MUnB2022 vai até o dia 31 de março e integra atividades diversas norteadas pelo debate sobre a Política de Igualdade de Gênero na UnB. As atividades são abertas para todo o público interno e externo à Universidade. Para participar, é necessário se inscrever pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). A inscrição nas atividades garante créditos de extensão aos participantes.

 

>> Confira a programação e outras informações sobre o #8MUnB2022

 

Assista ao evento de apresentação do livro:

 

Leia também:

>> 70% das empresas juniores da UnB são comandadas por mulheres

>> UnBTV abre espaço para o cinema candango

>> SBPC e UnB definem detalhes da 74ª Reunião Anual

>> Site reúne informações sobre acesso à graduação na UnB

>> Universidade divulga calendário com datas dos próximos processos seletivos

>> UnB publica edital para transferência facultativa e portador de diploma de curso superior

>> UnB amplia orçamento de unidades acadêmicas e administrativas

>> Mulheres têm conquistado mais espaços na UnB

>> Liderança feminina é tema de mesa-redonda com gestoras da UnB

>> Cepe discute proposta de retomada de aulas presenciais no próximo semestre

>> Lourdes Bandeira, sempre presente

>> Mais meninas na ciência

>> UnB contrata professor visitante brasileiro e estrangeiro

>> Em conferência do #8MUnB, Lia Zanotta defende ações para reduzir as desigualdades de gênero

>> "UnB segue inquieta", diz reitora em evento sobre universidades "darcynianas"

>> Guias ajudam a garantir a segurança da comunidade no retorno presencial

>> Saiba como comunicar suspeitas e casos de covid-19 à Universidade

>> Nova funcionalidade do app Guardiões da Saúde facilita o monitoramento de casos de covid-19 na UnB

>> UnB divulga guia de recomendações para prevenção e controle da covid-19

>> DPI lança portfólio e painéis com dados sobre infraestrutura de pesquisa e inovação da UnB

>> Coes publica cartilha com orientações em caso de contágio pelo novo coronavírus

>> UnB cria fundo para doações de combate à covid-19

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.